Milagre eucaristico de Itauna - corpo de jesus, Eucaristia

O fato aconteceu em Itaúna, região central de Minas Gerais, a 85 km de Belo Horizonte e está chamando a atenção do mundo religioso no estado. No dia 8 de abril de 2.004, a sacristã da Paróquia de São José do bairro Garcia, Aparecida Maria dos Santos, teria encontrado, num cantinho da sacristia da igreja, uma âmbula com hóstias . Ela chamou o padre Sebastião de Faria Ramos, vigário da Paróquia, para ver o achado. Na dúdiva de se tratar ou não de “hóstias consagradas” o padre Sebastião mandou fazer o que determina a Igreja: colocar água com hóstias, dentro de um recipiente, para dissolvê-las. Como contam o padre, a sacristã e o bispo diocesano de Divinópolis, Dom José Belvino do Nascimento, uma parte do material colocado para dissolver transformou-se em sangue, que teria sido confirmado como “hemácias” em dois laboratórios.
Cerca de três mil pessoas receberam na tarde deste domingo o bispo José Etelvino, que entregou ao padre Sebastião o material guardado em recipiente. Ele chegou com batedores da Polícia Militar com proteção de 30 soldados do Exército. Numa mini-procissão, que teve um percurso de cerca de 150 metros, o vigário local conduziu o que está sendo chamado de “relíquias santas”, até um palanque montado na praça Alfredo G. de Souza, em frente à igreja onde, de 16 ás 17h30, foi celebrada missa. Durante o ato religioso, as “relíquias” permaneceram num recipiente, no altar. O orador da missa, Dom José Belvino, usando muito humor, falou de alguns detalhes sobre o episódio, que considera um “sinal de Deus para chamar a atenção do mundo materialista”.
Após a missa, o recipiente, que contém líquido avermelhado e mais dois sinais de “carne”, que seriam hóstias não dissolvidas , foi conduzido a um cômodo previamente preparado, separado por grades, em que se lê a placa “Milagre Eucarístico”. Logo em seguida, a multidão seguiu em fila para orar na porta do cômodo, enquanto Aparecida, padre Sebastião e Dom José Belvino davam entrevistas à imprensa.
Dom Belvino afirmou que se os exames de DNA, que poderão ser feitos e que determinariam ser o sangue humano ou não, derem resultado negativo, chamará o povo e revelará esse resultado. Disse mais: que o Vaticano não se envolve em episódios dessa natureza. DeFato continuará informando sobre o “fenômeno” que teria ocorrido em Itaúna, atenta aos acontecimentos.
“A Igreja considera inúmeros milagres Eucarísticos ocorridos ao longo da História da Igreja todos manifestações carinhosas de Jesus, que se faz alimento para a vida eterna. Nossa intenção é levar o estimado ouvinte ou leitor, a um maior amor à Jesus Eucarístico, sempre tendo no coração as palavras do próprio Jesus a São Tomé:

‘Creste, porque me viste. Felizes aqueles que crêem sem ter visto’ (João 20,29)”.

Fonte: http://agnusdeigyn.com/milagres/Itauna.htm

 

Deixe uma resposta